Pets e Cia

Você sabia que cães podem se parecer com bebês?

Qualquer um que já tenha amado um cachorro é capaz de ficar curioso em um recente estudo de Budapeste que esclarece o porquê de pessoas conversarem com seus cães como se fossem recém-nascidos. Estudiosos da Academia Húngara das Ciências advertem que as habilidades comunicativas de um cachorro são, na realidade, bastante iguais com as de um bebê de 6 meses de vida. Os resultados da pesquisa afirmam que a grande parte dos cachorros consegue assimilar o método de comunicação efetuado pelos humanos de natureza igual que os bebês humanos em ciclos pré-verbais, elucidam especialistas no tema.

A pesquisa parece asseverar o que já sabemos naturalmente: que cachorros e bebês compreendem e antecipam as intenções de seus donos, ou seus pais, principalmente, por meio de interação não-verbal, como o contato com o olhar e a linguagem corporal, mesmo que o timbre vocálico do dono seja crucial como a voz da mãe para um recém-nascido.

Contato visual confirma melhor relação com seu cachorro

O estudo que acompanhou cachorros e demonstrou a sintonia dos animais com os sinais comunicativos emitidos pelos seres humanos foi executado de maneira muito simples. Os especialistas demonstraram para dezesseis cães 2 vídeos diferentes. No primeiro clipe, uma mulher olha para o cão e diz, “olá cachorro”, em uma voz afinada. Utilizando um método de rastreamento ocular, o mesmo usado para averiguar o crescimento de um recém-nascido. A mulher, logo, se vira pra um jarro de plástico posto em uma mesa vizinha. No segundo clipe, a mulher suspende o contato visual com o cão e afirma “olá cachorro” em um tom mais baixo, e depois olha para o pote de plástico sobre a mesa.
Como resultado, os cachorros que tiveram contato visual e foram orientados com um timbre agudo, eram mais propensos a acompanhar os olhos da senhora ao vaso de plástico, como se pudessem ler sua intenção. Este é o estilo de habilidade que você acreditaria analisar em uma criancinha de 6 meses de idade, segundo o relatório exposto pelos investigadores.

Altere o tom de voz a fim de que o cachorro lhe ofereça atenção

Os especialistas esperam que o mesmo procedimento de rastreamento de olho empregado nesse experimento ainda seja aproveitável em outros que mensuram o processamento cognitivo de um cachorro, como sua memória e habilidade de raciocinar. Enquanto isso, este estudo é significativo, de acordo com representantes da Humane Society of the United States, uma vez que lembra as pessoas com relação ao quão comunicativos cães e seres humanos podem ser.
Segundo os cientistas, aquelas pessoas que conversam com seus cachorros domésticos com uma voz de recém-nascido, por mais que sejam criticadas, devem continuar a fazer deste modo. Eles certificam que, deste jeito, seu cachorro vai prestar mais atenção em você.
Você sabia que cães podem se parecer com bebês?
Avalie esta postagem