Pets e Cia

Dogue Alemão – Dados gerais

Ele é uma das maiores espécies do mundo. Apenas o Wolfhound Irlandês é mais alto e alguns Mastiffs podem superar esta raça;
Esta raça desenvolve muitos problemas com gases, então, quando encontrar-se próximo a um Dogue Alemão, você vai saber de onde vem um aroma desagradável
Um dos cachorros mais conhecidos dos desenhos, Scooby-Doo, criação de William Hanna e Joseph Barbera, é um Dogue Alemão
O Dogue Alemão é um cachorro gigante que tem a autoimagem de um cão pequeno e muitas vezes ele pula no colo dos seus donos como se fossem pequenos para isto;
Mesmo que não tenha sido criado na Dinamarca, Dogue Alemão em inglês significa “Grande Dinamarquês”
Essa espécie, no decurso de muito tempo nas épocas medievais, foi apontada como um cão que repelia os Espíritos malignos.

Nascimento e História do Dogue Alemão


A espécie é de origem bastante remota e questionável. Uma tese bem disseminada diz que o Dogue Alemão nasceu entre o cruzamento de um Mastim Assírio com certos cães mais franzinos. O resultado deste acasalamento deu origem a uma espécie veloz e resistente, utilizada para caçar ursos, lobos e javalis. Devido a suas qualidades, esta espécie foi usada na defesa de propriedades e para conduzir caravanas, sendo, portanto, espalhada por toda a Europa.
Foi na cidade de Hamburgo, Alemanha, em 1863, que o Dogue Alemão exibiu-se na primeira exposição para cães de todos os tempos, contudo ele ainda possuía outras nomenclaturas: Dogue de Ulm (Ulmer Dogge) e Dogue Dinamarquês (Danish Dogge). Era quase impossível aos juízes distinguir uma raça da outra. Depois de 1880 as duas espécies foram unidas fazendo com que o cão assumisse a denominação vigente.
Não existem evidências de atuações da Dinamarca na constituição da raça, contudo os países de língua tanto anglicana como espanhola empregam muito a alcunha de “grande dinamarquês” para o cão. Depois de 1888 teria sido formado o clube oficial de criadores, e no ano de 1891 teria sido escrito o primeiro parâmetro rácico que sofreu pequenas modificações até os dias de hoje.

Propriedades Físicas do Dogue Alemão

O pescoço desta espécie não apresenta papadas, é bastante extenso, além de ter muitos músculos e elegância. Alguns países cortam as orelhas, mas naturalmente têm aspecto triangular e pontudo. Caso não sejam cortadas, a orelha dele assenta por cima de sua face. A pelagem apresenta grande multiplicidade de colorações e é sempre baixa.
Ele possui o lábio bastante grande, o seu crânio é alongado e apertado, possui uma chanfradura bastante alargada, um stop nitidamente saliente e um pescoço largo, seco e bombeado. As densas sobrancelhas que contorneiam os olhos, ovaladas e de uma coloração bastante escura, realçam o olhar. Tudo é bem proporcionado nesse grande cão: Suas patas são longas e firmes, seu quadril é longo e robusto, seu dorso muito esticado e também possui o peito extenso e bem descido. A cauda, que alcança o joelho, se afia moderadamente na direção da ponta e pende no momento em que o cachorro acha-se em repouso.
Seu pelo tem uma grande alternância de cores, como: as tigradas com algumas faixas escurecidas sobre um fundo amarelo, o pelo azulado (cinza azulado), somente a cor preta e também as cores douradas, sem contar o arlequim, que possui diversas pintas escurecidas em torno de um fundo esbranquiçado. Essa raça possui um pelo curto e denso.

Comportamento do Dogue Alemão

Essa espécie é bem sociável, inclusive com as criancinhas. Possui um temperamento brando e equilibrado. Possui um físico intimidador, contudo, ao mesmo tempo, com muita fineza. É a espécie de cão mais alta do planeta, consoante o Guiness Book.
Quando veem algum desconhecido, eles não tem vontade de procurar qualquer tipo de contato. É um cão de guarda bastante equilibrado e que não ataca sem que tenha um risco ou necessidade, quando isto acontece, efetua ataques de alto impacto. Por ser um cão essencialmente para defender o seu patrimônio, ele consegue concentrar seu vigor, seu tamanho e sua velocidade e, depois, fazer o seu trabalho sem qualquer dificuldade.
Esta espécie apresenta uma personalidade bastante determinada, contudo há alguns cães que saem do critério peculiar da espécie, tendo um perfil: retraído, agressivo, estressado, medroso e também irritável com bastante facilidade.

Benefícios de se ter um Dogue Alemão

O Dogue Alemão é um cachorro muito inteligente que revela uma sensação praticamente bonita entendendo o comportamento humano na maioria dos casos. Todas as características dessa raça apenas serão perceptíveis, se estes cachorros forem tratados muito bem, ainda recebendo afeto, educação e comida adequadamente. Não pode ser forçado, assim como qualquer outro cachorro, a ser educado pois é capaz de ficar depressivo e não desejar mais repetir o treinamento.
É um cachorro que aprende muito depressa, por isso é aconselhável treinar e ensinar ao Dogue Alemão algumas atividades, mesmo que não seja com um treinador oficial. Quando ele se sente amado por alguém, ele vai fazer o possível a fim de deixar o seu proprietário bem-humorado e querido, sem contar que esta raça é bastante ansiosa e nervosa.
O Dogue Alemão, de modo geral, gosta de aprontar e caçar, eles estão sempre buscando qualquer coisa para fazer mediante o seu faro afinadíssimo. Muitos creem que o Dogue Alemão é agressivo e muito hostil, entretanto, apesar do seu enorme porte físico, ele tem uma personalidade mansa e tranquila. Quando você notá-los próximos a algum animal, pode saber que ele está procurando se distrair com ele.

Problemas habituais ao Dogue Alemão

Por terem um porte físico enorme, sua média de vida é bem pequena. O Dogue Alemão não passa de 6 a 8 anos, apesar de em certos casos raros atingirem quatorze anos. Os sintomas que levam o Dogue Alemão ao falecimento são capazes de ser: determinados tumores, cardiopatias e, inclusive, a Torção Gástrica.
A Torção Gástrica faz com que o sistema digestivo do Dogue Alemão seja estendido, assim o estômago gira, causando uma restrição da drenagem do estômago, além de comprimir sua respiração e sua circulação. A Torção Gástrica é gerada pela Síndrome de Dilatação Vólvulo Gástrica. Os indícios mais habituais são inchaço, mucosas pálidas e dificuldades de respiração.
O Dogue Alemão é bastante predisposto a apresentar uma displasia coxofemoral. Esta doença faz com que o Dogue Alemão possua muitas dores e apresente uma grande dificuldade para se locomover. Qualquer pessoa que deseje possuir uma cria dessa espécie deve, antes de tudo, fazer inúmeros exames e checar se os pais possuem alguma complicação em seus genes. Esta enfermidade é ocasionada por um excesso de peso, devido a isso alimente-os bem, com uma ração de boa qualidade e de uma excelente marca.

Como tomar conta de um Dogue Alemão

Esse cachorro deve estar em constante movimentação, seja correndo ou caminhando, por causa disso o exercícios físico é primordial. Deixe-os correr ao ar livre para gastarem demasiada energia. É crucial possuir um lugar seguro para se divertir sem coleira, porque sua natureza atlética pode deixar o cão agressivo caso aprisionado. Um adulto de Dogue Alemão precisa de 30 minutos a 60 minutos de exercício diário, em função da sua idade e nível de atividade.
Só saia para caminhar com um Dogue Alemão após ele completar um ano e seis meses de vida. Sua constituição óssea ainda não está formada e bem constituída para realizar esta prática, antes dos dezoito meses. De fato, o ideal é esperar que o cão complete 24 meses para correr com você.
Em razão do seu tamanho gigante, o Dogue Alemão pode ser um bom cão para uma casa, mas não é adequado para apartamentos. Nunca deixe seu Dogue Alemão ao ar livre em períodos muito frios. Preserve-o aquecido colocando uma roupa de lã ou malha para deixá-lo quente.
Escove o Dogue Alemão com uma luva de borracha ou pente de cerdas macias com o intuito de manter pelo e pele sadios. É fácil imaginar que não é nada simples dar banhos em um Dogue Alemão. Imagine um Dogue Alemão escondido embaixo da mesa da cozinha enquanto tenta fugir de um banho, entretanto acontece.

Filhotes de Dogue Alemão

Como eles possuem muita energia e intensidade, quando crescem podem não ter um controle de suas ações, acabando por destruir e derrubar tudo ao seu redor. Então o adestramento se faz muito fundamental. Entre cinco e seis meses já pode começar a realizar a educação do seu cachorro. Entretanto, existem alguns treinadores que fazem um treinamento de ataque, o que não é muito aceito por vários adestradores.
Mesmo não sendo um cão superativo, o Dogue carece de espaço e exercícios diários que vão ajudar a evitar os distúrbios da obesidade. Durante a fase de desenvolvimento (até doze meses) não é aconselhado passeios muito longos e brincadeiras fatigantes que podem comprometer o desenvolvimento de sua musculatura e ossos.
Até a idade de 4 e 5 meses, um filhotinho de Dogue Alemão tem que ter três refeições ao dia. Logo após isto, precisam de ser dadas duas refeições por dia. O Dogue Alemão nunca se alimenta somente uma vez por dia. A dieta é fundamental para um filhote pois o Dogue Alemão possui um crescimento bastante acelerado, mais do que a grande parte das raças.

Dogue Alemão – Dados gerais
Avalie esta postagem