Distúrbios comportamentais dos cães – Entenda

Eles são fofos, principalmente quando filhotes, porém, à medida que vão crescendo, vão revelando determinados problemas de comportamento que chegam a enlouquecer seus donos.
Observe se seu cão apresenta muitos destes distúrbios comportamentais e o que fazer para ajudar o seu companheiro a melhorar:

Escavação

Cachorros efetivamente adoram cavar. Você terá que ensinar o cão para fazer com que ele não faça isso. Quando você o pegar em flagrante, fale “não”. Logo depois, distraia o cão com certo bichinho. Não vai resolver se o cachorro for advertido depois que ele terminar de escavar. Você deve ser rígido quando ver o cão cavando, nunca depois. Sugestão: Conceda para o seu animal doméstico uma caixa de areia onde ele consiga brincar. Esconda alguns dos brinquedos favoritos e observe que ele vai se divertir procurando por eles. Nesse momento, elogie. Isso vai auxiliar o cão a entender que ele tem permissão de cavar o dia todo neste lugar.

Mastigação

cao-mal Cães, especialmente filhotes, exploram o mundo com a boca. Eles amam mastigar pois sentem-se mais mansos. Todavia este costume arruína seus pertences. Pior também, o cãozinho pode comer algo, como um par de meias, que poderia obstruir seus intestinos. Elimine esse hábito o quanto antes. Oferte ao seu animal de estimação brinquedos de morder e tire as coisas que ele jamais deve roer. Caso você pegue seu cão mastigando algo que ele não deveria, fale “não faça isso!”, troque o objeto por um brinquedo seguro e elogie o cachorro uma vez que ele estiver mastigando.

Implorando

Há uma única maneira de evitar isso: jamais oferte dos seus alimentos para cachorros no tempo em que eles se encontrarem ao seu lado na mesa. Se ele não conseguir sobras, ele não aprenderá a implorar. Você pode levar o cachorro para fora da sala no momento em que você come ou colocar o animal na caixa dele. Ou, inclusive, ensine o animal doméstico a ir até um local adequado e esperar.

Não vem quando chamado

Sempre faça elogios a seu cão na ocasião em que ele vem para você, se você chamar ou não. Diga “venha” ou “aqui”. O cão é capaz de não entender o que você deseja se você só chamar pelo seu nome. Se o bicho não atender ao chamado, não o persiga. Chame novamente à medida que você se distancia. Isto pode fazer com que ele venha logo em seguida. Se ele, apesar disso, não vier, fale ao cão para assentar e vá buscar.

Puxando a guia

Ajude o seu cachorro a aprender a caminhar suavemente ao seu lado. Nunca deixe ele puxar você, ou assim ele vai aprender a fazer isso. Deixe a coleira curta, entretanto solta. Pare na ocasião em que você perceber que ele está puxando. Ele irá parar para olhar por qual motivo você não está caminhando. Quando ele retornar, gratifique o animal e prossiga caminhando. Depois de alguns dias, ele descobrirá que puxar não o leva a lugar nenhum.

Ansiedade de separação

Se o seu cachorro ficar aborrecido no momento em que você sair, eduque o espécime que você sempre irá voltar. No início, deixa o cachorro desacompanhado por apenas 5 ou 10 minutos. Fique longe relativamente mais gradativamente. Ofereça para o animal de estimação um brinquedinho de mastigação e deixe o rádio ou a televisão ligados. Fique brando quando você ausentar-se e quando voltar, logo ele compreenderá que estar desacompanhado é comum. O treinamento de caixas pode impedir este problema com determinados cães. Todavia é capaz de não ser possível com um cão mais velho irritado. Solicite orientações ao seu veterinário de confiança.

Chorando por atenção

O seu cachorro choraminga? Se você carinhar seu animal doméstico, olhe para ele ou faça alguma coisa exceto ignorar o cão. Desse jeito você instrui o animal de estimação que lágrimas funcionam. Com o objetivo de deter o cãozinho, vire as costas no momento em que ele começar o choro, curve seus braços, desvie o olhar ou se ausente da sala. Somente se divirta com ele na ocasião em que não estiver choramingando.

Latindo na porta

Para cortar o latido, instrua ao seu cão um novo costume. Selecione um ponto à vista da porta. Logo em seguida, eduque o cão a se deitar e ficar no momento em que você disser: “Vá ao seu lugar”. Isso irá orientar o animal de estimação a ficar sereno e oferecerá a ele alguma coisa para fazer durante o tempo que espera ser cumprimentado. Tenha um parceiro com uma gratificação para vir à porta, mas apenas abra-a na ocasião em que o seu cachorro estiver quieto. Faça isso o bastante e ele aprenderá a repousar caso queira essa gratificação.

Pulando

É natural que um cão cumprimente os indivíduos pulando. Todavia isto pode assustar os visitantes. Nunca dê atenção a seu cão a menos que ele tenha as patas dianteiras no chão. Logo você pode cumprimentar e afagar o bicho. Ou fale para o parceiro canino para se sentar e espere até que ele respeite antes de você lhe oferecer carinho. Procure manter seus cumprimentos discretos. Isto ajuda seu cachorro a aprender a controlar sua própria excitação. Assegure-se de que ele não incomoda nem assusta pessoas que não estão acostumadas com ele.

Mordendo

cao-mal Todo cachorro pode morder toda vez que se sentir ameaçado ou nervoso. Todavia socializar um cachorro cedo orienta o espécime a se sentir descontraído perto das pessoas. Gradualmente, exponha seu animal doméstico a diferentes configurações para que ele se sinta seguro. Passe muito tempo com o cachorro para que ele aprenda a confiar nos indivíduos. Busque sempre indícios de que o seu cachorro é inconfortável e faça o que puder com o intuito de fazer o animal de estimação se sentir melhor. Seja principalmente precavido ao redor de crianças e alimentações.

Agressão

Um cão, hostil, de modo geral, está com medo ou desassossegado. Trabalhe com um instrutor profissional com o objetivo de aprender a ensinar o seu cão a confiar em você de maneira saudável. Nunca deixe um cachorro ofensivo desacompanhado com crianças ou adultos desconhecidos, mesmo se você pensa que ele não está predisposto a lesionar ninguém.

Latindo incessantemente

Alguns cães latem para coisas que outros não têm conhecimento. Não berre com seu cachorro na ocasião em que ele late. O treinamento, de disciplina é capaz de ajudar a melhorar problemas de conduta ou prevenir esses incômodos. Se o seu cão aprende a assentar-se antes de fazer qualquer coisa divertida como passear, ele vai aprender a controlar seus impulsos. Se o cão estiver ausente o dia todo, leve-o para dentro por determinadas horas. Porém você é capaz de precisar trabalhar com um veterinário ou um treinador.

Distúrbios comportamentais dos cães – Entenda
Avalie esta postagem
News Reporter

Deixe uma resposta